Translate

quinta-feira, 27 de março de 2014

Reflexão da Palavra de Deus: Presos a Jesus

“Paulo, Prisioneiro de Jesus Cristo”. Fm 1a

Original: Παλος δσµιος Χριστο ησο
Transliterado: Paulos Desmios Khristou Iêsou

Παλος(Paulos): Paulo
δσµιος(Desmios): Prisioneiro
Χριστο (Khristou):Cristo
ησο(Iêsou): Jesus

O apostolo Paulo inicia esta carta de modo bem diferente das demais, ele não se coloca como apostolo, não reivindica esta autoridade como em outras epistolas (Rm 1.1.; 1Co 1.1; 2Co 1.1; Gl 1.1; Ef. 1.1; Cl.1.1; 1Tm. 1.1; 2Tm 1.1; Tt 1.1), talvez por que tivesse a certeza da consideração do destinatário da carta pela sua pessoa, outro motivo é que esta carta não era destinada a uma igreja, mas era uma carta pessoal de Paulo a Filemom.
Nesta carta ele se apresenta como, δσµιος (Desmios) Χριστο (Khristou) ησο (Iêsou), o prisioneiro de Jesus Cristo, atribuindo a cristo e não a Nero a responsabilidade pela sua prisão e autoridade sobre sua vida.
O apostolo Paulo acreditava que as suas prisões contribuíam para o crescimento do evangelho como podemos ler em Fl 1.12-14, nos também devemos crer que as provas e perseguições que passamos contribuem para o crescimento do evangelho, por isso não devemos nos queixar da nossa cruz e sim nos orgulhar dela, mesmo que pareça ser mais pesada do que a dos demais irmãos, devemos estar alegres por sofrer por amor ao evangelho, e mesmo não estando presos de forma literal, devemos nos considerar presos a cristo e a sua palavra, devemos ter o mesmo sentimento de Pedro que em João 6 quando todos abandonavam a Jesus por causa do seu duro discurso, e questionado pelo mestre se também desejava ir ele respondeu “Senhor, para quem iremos nós? Tu tens as palavras de vida eterna” Jo 6:68.

Oração


Paizinho querido e amado, que nós possamos seguir o exemplo destes homens de Deus, que deixaram tudo, que sofreram e morreram pelo teu evangelho, que em nossos corações haja a certeza de que só tu tens as palavra de vida eterna, em nome de Jesus, Amém.


Dc. Jonas Rocha           
jonasrochasilva@gmail.com     
AD Colônia - Min. Templo Central
Postar um comentário