Translate

domingo, 31 de janeiro de 2010

Continuação do Estudo como ter mais Fé

4.Obedeça a Deus 
  Tudo o que esplanamos anteriormente leva a somente um ponto, Obedecer a Deus, ou como  nos diz o escritor de Provérbios temer a Deus, o homem que teme ao Senhor é sabio (“O temor do SENHOR é o princípio da conhecimento; os loucos desprezam a sabedoria e a instrução.” Pv 1.7) entenda amado leitor que não há como aumentar a nossa fé se não formos obedientes a Deus, não há como sermos obedientes a vontade de Deus se não sabemos qual a vontade dele e a única forma de conhecermos a sua vontade é através da biblia sagrada, algumas vezes Deus pode usar pessoas para nos direcionar, mas saiba que nada nem ninguem esta acima da biblia para nos dizer qual é a vontade de Deus, a oração e o Jejum é onde encontraremos forças para obedecer, para praticar tudo o que é do agrado de Deus, por,que o nosso inimigo está disposto a nos afastar da presença de Deus ou melhor muitas vezes nos dá uma impressão errada de que estamos perto de Deus sem está.  

Conclusão  


          Espero que este pequeno estudo tenha servido para edificar a sua vida, persevere na leitura da palavra, na oração, no jejum e sempre obedeça a Deus, procure praticar tudo o que a bíblia lhe instrui a fazer so então você verá o agir de Deus plenamente em sua vida. Que Deus abençoe a sua vida e aumente a sua  fé em cristo Jesus.

sábado, 30 de janeiro de 2010

Continuação do Estudo como ter mais Fé

3.O Jejum 


O jejum e a abstinência de certas atividades são otimos para aumentarmos nossa intimidade com Deus, poderiamos compará-los como um acampamento em familia, onde toda a familia renuncia a comodidade do seu lar para passar uns dias em um local onde não há tanto conforto mas que proporcionará uma aproximação entre os que estão no local, o Jejum e a abstinencia de certas atividades que nos dão prazer também tem um efeito semelhante a este na esfera espiritual, deixamos nossa zona de conforto para castigar nosso corpo com Jejum e abstinências afim de nos aproximarmos mais de 
Deus. 
Não há como aumentar nossa fé sem nos aproximarmos de Deus e uma das melhores formas de nos aproximarmos de Deus é através de sacrificios como o do Jejum, em varias passagens bíblicas , tanto no Velho Testamento(1Rs 21.9; 1Rs 21.12;2Cr 20.3; Et 4.3;Etc.) como no Novo Testamento (Mt 4.2;Mt 17.21;Lc 5.35; Etc) temos exemplos de como Deus respondeu o clamor de seus servos quando estes oraram e jejuaram simultaneamente, mas vale lembrar que é melhor obedecer do que sacrificar, não adianta você passar 40 dias jejuando se não obedece a palavra de Deus, se não tem compromisso com a palavra, este sacrifício não tem valor algum para 
Deus, por isso, ore , estude a Bíblia, Obedeça a palavra de Deus e faça o Jejum então você verá como sua fé será aumentada e como Deus agirá através de sua vida.


Graça e paz


Amanhã postarei o restante do estudo

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

 É melhor nós acordarmos e lermos mais os jornais se não iremos colocar quem não teme a Deus no poder.

“A Inquisição dorme apenas, podendo ainda acordar…”



Disposta a evitar novos atritos com evangélicos e a Igreja Católica em ano eleitoral, a Terrorista Ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, pré-candidata do PT à Presidência e criacionista, mandou a Secretaria de Promoção da Igualdade Racial adiar o anúncio do Plano Nacional de Proteção à Liberdade Religiosa. O plano, que prevê a legalização fundiária dos imóveis ocupados por terreiros de umbanda e candomblé e até o tombamento de casas de culto, seria lançado ontem, mas na última hora o governo segurou a divulgação, sob o argumento de que era preciso revisar aspectos jurídicos do texto.



O adiamento ocorre na esteira da polêmica envolvendo o Programa Nacional de Direitos Humanos, que pôs o Palácio do Planalto numa enrascada política, provocando crise dentro e fora do governo. Temas controversos, como descriminação do aborto, união civil de pessoas do mesmo sexo e proibição do uso de símbolos religiosos em repartições públicas, foram alvo de fortes críticas, principalmente por parte da Igreja.

Na avaliação do Planalto, é preciso evitar novos embates que possam criar “ruídos de comunicação” e prejudicar a campanha de Dilma. Desde o ano passado, a ministra tem feito todos os esforços para se aproximar tanto de católicos quanto de evangélicos e já percorreu vários templos religiosos.



“O programa de promoção de políticas públicas para as comunidades tradicionais de terreiro já estava adequado, mas, como é um plano de governo, precisa ser pactuado para não haver constrangimentos”, afirmou o ministro-chefe da Secretaria da Igualdade Racial, Edson Santos.



Apesar de dizer que nunca é demais dar “outra passada de olhos” no texto, para maior observância à Constituição e ao Código Penal, Santos não escondeu a decepção com a ordem para suspender o anúncio do plano, que seria feito justamente na véspera do Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa, comemorado hoje.



“Espero que possamos lançá-lo o mais rapidamente possível”, disse o ministro, diante de uma plateia de praticantes de umbanda e candomblé, que se reuniram no Salão Negro do Ministério da Justiça. “Somos um Estado laico, mas não seremos neutros e cegos diante das injustiças e do racismo.”
REAÇÃO



A informação sobre o adiamento do programa pegou de surpresa as comunidades de terreiro. Muitas mães e pais de santo viajaram de longe para assistir à cerimônia e só souberam na hora que haveria ali apenas um debate.



“Quando o governo chega na encruzilhada e tem de tomar uma decisão, recua. Será medo do Exú? Acho que sim”, protestou Valdina Pinto de Oliveira, do terreiro Tanuri Junsara, de Salvador (BA). Ela foi além e conclamou a comunidade do candomblé a pensar bem em quem vai votar nas eleições de outubro.



“Está na hora de irmos para o campo político e de educar os nossos para saber quem vamos eleger”, insistiu Valdina, sob aplausos. “A gente viu o que aconteceu com o Estatuto da Igualdade Racial e o que está acontecendo com esse plano. Por que para negro e índio não tem terra? Precisamos acabar com esse vírus do racismo.”



Coordenador das reuniões realizadas para a confecção do plano, o subsecretário de Políticas para Comunidades Tradicionais, Alexandro Reis, tentou contornar o desapontamento geral. “A preocupação do governo é que determinados setores, por motivos eleitorais, utilizem o plano de proteção à liberdade religiosa como algo negativo”, contou. Reis admitiu que o texto “precisa ser pactuado com evangélicos e católicos” para não ser contaminado pelo ambiente político de 2010. Disse, no entanto, que os terreiros não podem participar dessa briga. “Estamos tratando de um segmento que tem sido demonizado, mas não vamos violar direitos de ninguém”, argumentou. Depois, garantiu que o governo continuará o mapeamento dos terreiros para nortear as políticas públicas.

Embora a Secretaria da Igualdade Racial tenha informado que a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) é solidária ao plano, a Pastoral Afro-Brasileira assegurou não ter sido consultada sobre seu conteúdo. Atualmente, apenas seis dos cerca de 10 mil terreiros são tombados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).



Para o pastor Ronaldo Fonseca, presidente do Conselho Político da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil, o Estado não deve gastar dinheiro com tombamento de templos. “O governo está se envolvendo em polêmicas desnecessárias”, comentou. “Não existe guerra santa aqui e não é inteligente o Estado se preocupar com símbolos religiosos, tombamentos e união de homossexuais. Isso é coisa de marxista.”

Não é a primeira vez que o estado “Laico” se mete em confusões envolvendo Ensino religioso obrigatório em escolas e perseguição a minorias religiosas.



Fonte: http://www.estadao.com.br/

Conheça bem seus representantes

O educador Toni Reis foi reeleito, nesta terça-feira 26, presidente da Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Travestis e Transexuais (ABGLT). Em entrevista ao site A Capa, Reis falou sobre o próximo mandato, que se estende até 2013. “Nós precisamos que o Supremo Tribunal Federal (STF) se pronuncie sobre nossos direitos e que o Plano Nacional para Políticas Públicas, do governo federal, saia do papel. Se essas duas coisas acontecerem, eu entrego o próximo mandato, pois não posso mais me candidatar, de alma lavada.”
Em ano de eleição, o presidente da ABGLT revela que pretende pedir um compromisso assinado com todos os candidatos à Presidência da República e incentivar que mais LGBTs se candidatem. Em outubro, também haverá eleições para deputados federais e estaduais e senadores. ”Nós precisamos sair do noticiário de polícia para entrar no de política. Mas não basta ser LGBT e se candidatar, a pessoa tem que ter conteúdo e histórico.”
 
Fonte:http://paroutudo.com/noticias/category/politica/
 
Amados irmãos em cristo neste ano de eleições tenham bastante cuidado em quem ireis votar, pois voces podem estar votando em alguem que irá aprovar projetos e leis contra a sua fé e o seu Deus.
 
Graça e paz

Cuidado com o Voto


A pressão de parte da Igreja Católica para que o governo federal não apoiasse a união civil entre homossexuais deu errado. Em decreto assinado nesta quarta-feira 13 a respeito do Programa Nacional de Direitos Humanos, o presidente da República mudou apenas o item que dizia respeito à apuração de crimes feitos durante a ditadura militar. Nada mais foi modificado, aí incluso a parte que trata de LGBTs.

Desde a semana passada, o programa foi criticado em alguns de seus pontos, como o acompanhamento editorial de emissoras de tevê e a mediação em casos de invasão de terras. A Igreja Católica focou o discurso contra a retirada de símbolos religiosos de estabelecimentos públicos, mas também fez referência à união homo. Para não atrapalhar a campanha de Dilma Roussef ao Palácio do Planalto, o governo cogitou tirar o apoio a esse último ponto, dentre outros, mas nada mudou.
 
Fonte:http://paroutudo.com/noticias/category/politica/
2. Estudar a Biblia Sagrada        


O cristão precisa conhecer a palavra de  Deus para poder ter fé, como posso pregar o  que não conheço?, ou como posso falar do que  não entendo?, É na Bíblia onde encontramos  os 
fundamentos da nossa fé, não podemos  falar de Jesus cristo sem ler os evangelhos  pois
acabaremos falando coisas sobre Jesus  que não são verdade, como é comum vermos  
algumas pessoas que não tem o costume de  examinar as escrituras falarem, o nosso  inimigo é astuto e se não estivermos bem  preparados, se não formos conhecedores  profundos das 
verdades bíblicas é certo que  ou seremos enganados ou seremos  envergonhados por nosso despreparo,  o proprio Jesus fala em Mateus 22.24  “Jesus, porém, respondendo, disse-lhes:  Errais, não conhecendo as Escrituras, nem o  poder de Deus?” dedique-se a conhecer as 
escrituras para que você não venha ser  enganado com falsas doutrinas.  Quando  nós nos
aplicamos a leitura da palavra de Deus ela  nos molda de acordo com a vontade de Deus,  o 
Espírito Santo de Deus que é o consolador  enviado pelo Pai nos instrui e direciona no 
entendimento das escrituras quando fazemos  isso com orações e jejuns.  Deus sempre 
exorta ao homem a estudar, a conhecer a sua  palavra e a praticá-la(Js 1.8), o Apostolo Paulo  inspirado pelo Espírito Santo também instruiu  o jovem Timóteo a buscar ler as escrituras,  em 1Tm 4.13 “Persiste em ler,exortar e  ensinar, até que eu vá.”, e há ainda muitos  outros 
versiculos tanto velho testamento como  no novo testamento que nos admoesta a ter  uma vida dedicada ao estudo e analise das  escrituras sagradas.  

 Graça e Paz  

Amanhã postarei mais um tópico deste estudo  

Que Deus te Abençoe   

 Irmão Jonas Rocha

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010


Como ter mais fé




“Mas vós , amados, edificai-vos a vós mesmos sobre a vossa santissima fé, orando no Espírito Santo, conservai a vós mesmos na caridade de nosso Senhor Jesus Cristo, para a vida eterna.” Judas 20,21


Introdução  
A Paz do Senhor, é com grande alegria que vos apresento este pequeno estudo para o seu crescimento espirítual. É comum vermos em nossos dias pessoas que deixaram de seguir a cristo ou que sentem-se fracas na fé, muitas destas pessoas queixam-se de estarem nesta situação por causa de seus lideres ou por causa de outros irmãos na fé, não quero neste pequeno estudo levantar questões sobre liderança cristã, nem falar sobre a responsabilidade que cada crente tem sobre a vida espíritual do seu irmão na fé, entretanto desejo mostrar a luz das escrituras que o principal responsavel pela sua saúde espíritual não é seu proximo, nem seus líderes mas você mesmo, oro para que Deus venha a abrir o seu coração e lhe dar entendimento para que venha a entender as palavras deste pequeno e humilde estudo.


1. A Oração 


A palavra de Deus nos exorta constantemente a estarmos em oração(Cl 4.2;Ef 6.18), a oração é algo imprecindível para uma vida cristã saúdavel, é a unica forma de expressarmos para Deus nossos sentimentos, nossas vontades, lhe falarmos das nossas dificuldades, confidenciá-lo nossos projetos e pedir perdão por nossos erros, o crente que tem o habito de orar tem mais convicção da vontade de Deus em sua vida, está mais sensível ao agir do Espírito Santo de Deus e menos vulnerável a ação de satanás. A verdade é que muitos não tem prazer em orar, dedicam horas a televisão, a internet, aos amigos, ao trabalho, aos estudos, ao cônjuge e não conseguem passar alguns minutos com os joelhos dobrados na presença de Deus, depois reclamam do Pastor da igreja, dos obreiros, dos irmãos na fé, etc. Por estar fraco ou abatido espiritualmente, arrumam milhares de desculpas, e inumerosos culpados tentando tirar a responsabilidade da sua vida espiritual de suas mãos, quando a culpa pela sua fraqueza é somente sua, que por preguiça acha que todos devem orar por você e não dobra os joelhos nem para orar por você mesmo. A oração é uma das chaves para você aumentar a sua fé, mas não é a minha oração que vai aumentar a sua fé, é a sua oração que irá fazer com que esta fé, talvez tão debilitada ou pequena, cresca e se fortaleça aponto de fazer coisas incríveis, é claro que a oração de outros irmãos contribui, mas se você for um crente preguiçoso não espere que Deus venha aumentar a sua fé por que A ou B está orando por você, dou-lhe um conselho crie o habito de orar constatemente e você vera o que Deus fará na sua vida e através da sua vida.


Amanhã postarei o restante do estudo


Que Deus lhe abençoe.


Irmão Jonas Rocha

Diga não a mordaça Gay


Uma breve biografia de Frances Jane Crosby


Frances Jane Crosby (24 de março de 182012 de fevereiro de 1915) também conhecida como Fanny Crosby, foi uma compositora lírica conhecida por tornar-se a maior autora de hinos sacros de toda a História, a despeito de ter sido cega desde criança.

Com notável grande facilidade em escrever, algumas canções surgiam em poucos minutos. Sua vida foi tão impressionante quanto a qualidade e quantidade de seus hinos.

Ao todo são quase nove mil hinos e poemas, o que faz dela um dos maiores nomes entre os escritores de hinos da história da igreja. Seus escritos incentivam a mudança de vida de pecadores, encorajam cristãos e inspiram toda a humanidade até os dias de hoje. Alguns de seus hinos encontram-se publicados no hinário cristão Cantor Cristão, Harpa Cristã e outros hinários evangélicos.

Entre as histórias de autores de hinos evangélicos, nenhuma história é tão impressionante como a de Fanny Jane Crosby. Apesar da sua deficiência física, foi uma mulher de extraordinária capacidade e de uma fé inabalável.

Biografia

Nascida em 24 de março de 1820 no município de Putnam, em Nova Yorque (estado). Pouco depois disso veio a falecer seu pai. Quando tinha apenas seis semanas de vida ficou cega por causa de um erro médico. Esta deficiência lhe acompanhou o resto de sua vida, mesmo assim, Fanny não se deixava abalar pelo problema. Sua convicção cristã não lhe permitia a melancolia. Esta certeza está nas letras dos seus hinos. Ela também já desde sua infância dizia que tinha um pedido para o seu Criador. Ao entrar no céu, o primeiro rosto que ela gostaria de ver, era o do seu Salvador.

A perspectiva mais acertada para uma pessoa assim, seria o fracasso. Mas não para aquela menina, que se tornaria a mulher mais famosa da hinódia norte-americana. Chegou a ser muito conhecida por cinco presidentes dos Estados Unidos. Aos oito anos demonstrava seu futuro brilhante, quando já escrevia poemas. Aos quinze anos ingressou numa escola para cegos em Nova York, onde voltou depois para lecionar e passou o resto da sua vida. Nesta escola encontrou Alexandre Van Alstyne um músico, com quem se casou aos 38 anos, que também era cego.

A Infecção nos olhos

Fanny tinha pouco mais de um mês de vida quando sofreu uma infecção nos olhos. O clínico geral estava fora da cidade e um outro médico fora chamado para tratar do caso. Receitou cataplasmas de mostarda quente e o efeito foi desastroso: a menina ficaria cega pelo resto da vida. O "médico" teve de fugir da cidade, tamanha a revolta suscitada entre os parentes e vizinhos do bebê.

Aos cinco anos, foi levada pela mãe para consultar o melhor especialista no país, o Dr. Valentine Mott. Uma coleta feita entre os vizinhos pagou a viagem. O pai de Fanny já havia morrido e a situação financeira da família era muito difícil. O sacrifício, infelizmente, foi em vão, já que o médico decretou o caso como incurável. A menina teve então de acostumar-se as dificuldades, ao mesmo tempo em que demonstrava uma habilidade incomum para compor poesias.

Testemunho de fé

Naquela época, a mensagem do Evangelho foi plantada no coração da jovem Fanny, por intermédio de sua avó. Era ela quem passava horas lendo Bíblia para a menina, que demonstrava ter uma memória extraordinária: decorou diversos trechos do Livro de Rute e dos Salmos. Aos 15 anos, ela entrou para o Instituto de Cegos de Nova Iorque, para onde voltaria anos depois para ensinar Inglês e História. Como aluna e professora, Fanny passou 35 anos na mesma escola.

Em 1844, escreveu seu primeiro livro de poemas - "A Menina Cega e Outros Poemas". Uma de suas primeiras participações como compositora aconteceu em um dos cultos de Dwight L. Moody, um dos maiores pregadores da história do Evangelho, que realizava uma conferência na cidade de Northfield, no estado de Massachussetts. Impressionado com o talento de Fanny, Moody pediu que ela contasse o testemunho pessoal de sua fé e de seu relacionamento com Deus. Assustada, Fanny a princípio relutou, mas depois leu a letra de um hino que acabara de escrever: "Eu o chamo de meu poema da alma. Às vezes, quando eu estou preocupada, eu repito isto para mim mesma, e essas palavras trazem conforto ao meu coração, disse ela, antes de recitá-lo."

O hino, é verdade, não é citado em sua biografia, mas isso, de fato, pouco importa, já que poderia ser qualquer um daquelas centenas de cânticos que embalaram o avivamento americano no século XIX, período que ficou conhecido como O Grande Despertamento. Naquela ocasião, os momentos de apelo à conversão eram freqüentemente inspirados por palavras como as do hino Mais perto da Tua Cruz, composto por Fanny Crosby, em 1868:

Cquote1.pngMeu Senhor sou Teu
Tua voz ouvi, a chamar-me com amor [...]
mais perto da Tua cruz leva-me, ó Senhor.
Cquote2.png

Fanny era membro da Igreja Episcopal Metodista, de Nova Iorque. Ela era uma oradora devota e freqüentemente preparava os cultos infantis da igreja.

A tradução literal duma poesia escrita por ela aos oito anos mostra sua personalidade:

Cquote1.pngEntão pode chorar e soluçar porque sou cega
Oh, que menina contente sou eu,
Apesar de não poder ver,
Pois decidida estou que
Neste mundo alegre serei!
Quantas bênçãos recebo eu
Então pode chorar e soluçar porque sou cega
Porque isso não farei!
Cquote2.png

Este poema foi profético, pois Fanny Crosby seria, em toda a sua vida, caracterizada pela alegria.

[editar]Casamento e vida pessoal

Em 1858, Fanny casou-se com o professor de música e cantor de concerto Alexander Van Alstyne. Nessa época, ela havia deixado o ensino para acompanhá-lo tocando piano e harpa em apresentações públicas. Compôs diversas canções populares nesse período. Na mesma ocasião, a vida trouxe-lhe uma das maiores aflições que uma pessoa pode enfrentar: a perda de um filho. A criança, seu único filho, morrera ainda pequena.

Em 1864, por influência do famoso evangelista, escritor e compositor William Bradbury, que tem dezenas de canções registradas nos hinários e cantores cristãos até hoje, Fanny passou a escrever exclusivamente músicas sacras. Apaixonada por crianças e motivada pela perda irreparável de seu filho, a compositora criou um estilo próprio: "Achei que as crianças também tinham de entender as letras e as melodias teriam de ser simples também." Ela esforçou-se para retratar os temas do céu e o retorno de Cristo com palavras simples.

Poucos souberam sobre ele: "Van" compôs melodias para alguns dos textos de Fanny, mas não perduraram. Um hinário que os dois prepararam não foi aceito pela editora, porque, disseram, não queriam um hinário somente de duas pessoas.

Nos anos que seguiram, Fanny continuaria a escrever letras para hinos dos mais conhecidos hinistas. Chegou a usar 204 pseudônimos! Nunca fez questão de remuneração adequada. Morava em lares muito simples, vivia modestamente e dava muito do que recebia aos outros. Não se gabava na sua fama. Conheceu mais de um Presidente do seu País. Foi a primeira mulher a falar diante do Senadodos Estados Unidos. Pregava nos púlpitos de grandes igrejas e fez conferências em muitos lugares. À sua própria maneira, tornou-se um dos evangelistas mais proficientes da sua época. Amava o trabalho das missões como o Exército de Salvação, Associação Cristã de Moços, e a famosa Bowery, que trabalhavam com os alcoólatras e necessitados. Cooperava nestes trabalhos, dando muito de si.

[editar]Ímpeto criativo

O número extraordinário de composições da autora pode ser explicado não só pelo ímpeto criativo de Fanny, mas também pelo fato de ela ter um contrato de trabalho com uma editora, a Biglow & Co., que a obrigava a entregar três composições novas a cada semana. Ela chegou a compor sete canções em apenas um dia. Como de hábito, não iniciava seu trabalho sem antes dedicar horas à oração.

Curiosamente, Fanny não escrevia as letras de seus hinos, por nunca ter dominado o método Braille. Dona de uma memória extraordinária, memorizava-as facilmente.

[editar]Hinos

Fanny não tinha habilidades musicais. Seu dom era escrever poemas. Muitos destes poemas foram convertidos em música por músicos do seu tempo que podemos citar alguns, entre eles:

As melodias acrescentadas aos poemas fizeram com que eles entrassem para história. Dentre os seus hinos destacam-se os seguintes e constam nos seguintes hinários:

  • A Deus demos glória: Hinos para o Culto Cristão 228, Cantor Cristão 15, Novo Cântico 42, Salmos e Hinos 233.
  • Junto a Ti: Hinos para Culto Cristão 375, Cantor Cristão 286, Salmos e Hinos 359.
  • Que segurança: Hinos para Culto Cristão 417, Cantor Cristão 375, Louvai ao Senhor 107: Novo Cântico 144, Salmos e Hinos 409.
  • Quero estar ao pé da cruz: Hinos para Culto Cristão 395, Cantor Cristão 289, Novo Cântico 107, Salmos e Hinos 362.
  • Quero o Salvador comigo: Hinos para Culto Cristão 347.

O compositor publicador William Howard Doane, um dos parceiros mais bem sucedidos de Fanny, musicou a letra Que segurança, sou de Jesus e publicou o hino na sua coletânea Brightest and Best(O Mais Brilhante e o Melhor) em 1875. O ilustre hinólogo W. J. Reynolds acha estranho que o hino não fosse incluído logo nas seis coletâneas de Gospel Hymns publicadas por Bliss e Sankey nos Estados Unidos, porque Sankey o introduziu nas suas campanhas evangelísticas com Moody na Inglaterra em 1873-1874 e incluiu-o nas suas coletâneas publicadas naquele país, os Sacred Songs and Solos (Cânticos e Solos Sacros - coletânea que continua a ser publicada até hoje).

Por isso, o hino não foi bem conhecido nos Estados Unidos até que a equipe de Billy Graham o trouxesse das suas campanhas na Inglaterra em 1954. Assim, este hino favorito dos crentes brasileiros foi redescoberto na América do Norte, tornou-se muito amado e aparece em muitos hinários mais recentes.

O nome da melodia, TO GOD BE THE GLORY, corresponde ao título original do hino, bem traduzido para o português, "A Deus Demos Glória."

Este hino foi primorosamente traduzido pelo Pastor Joseph Jones em 1887 e entrou nos hinários evangélicos mais antigos no Brasil.

[editar]Morte

Fanny Crosby, que ministrou e continua a ministrar ao mundo todo com suas mensagens que "tocam o coração", poucos dias antes da sua morte, numa visita de obreiros, falou estas palavras muito significativas:

Cquote1.pngCreio que a maior bênção que o Criador me proporcionou foi quando permitiu que a minha visão externa fosse fechada. Consagrou-me para a obra para a qual me fez. Nunca conheci o que é enxergar, e por isso não posso compreender a minha perda. Mas tive sonhos maravilhosos. Tenho visto os mais lindos olhos, os mais belos rostos e as paisagens mais singulares. A perda da minha visão não foi perda nenhuma para mim.Cquote2.png

Fanny faleceu em Bridgeport, Estado de Connecticut em 12 de fevereiro de 1915, aos 94 anos. A pedra da sua sepultura é simples, como pedira; tinha simplesmente as palavras Aunt Fanny – She Did What She Could. (Tia Fanny - Ela fez o que pôde). Em 1955, um grande monumento foi erigido sobre o seu túmulo homenageando esta serva de Deus e incluindo a primeira estrofe de "Que segurança! Sou de Jesus!".

Em 1975, Fanny Crosby foi homenageada sendo introduzida no Hall da Fama da música Gospel dos Estados Unidos.[1]

Referências

[editar]Bibliografia

  • Jackson, Samuel Trevena. Fanny Crosby’s Story of Ninety-four Years, New York, Revell, 1915, p. 33, em: Ruffin, Bernard, Fanny Crosby, Philadelphia, PA, United Church Press, 1976, p. 28.
  • Fonte: Revista Graça, ano 2, n.º 25 - Agosto/2001

[editar]Ligações externas

Este é o tipo de pregação que deveriamos assirtir mais


video